1

Líderes podem se desanimar se não perceberem que seu trabalho é valorizado e apreciado pelos demais. Portanto, é importante encorajar líderes, congratulando-os pelo que fazem, agradecendo-lhes por cada coisa que empreendem e orando constantemente por eles. Uma palavra de afirmação com frequência faz a diferença entre um líder pronto a desistir e um que segue em frente.

Às vezes, a fonte de desânimo pode estar em conflitos internos que o líder tem em seu subconsciente. Talvez ele ou ela esteja fazendo de conta de que “está tudo bem”, quando na verdade os problemas estão sob a superfície. Um supervisor com discernimento irá detectar esses sinais de desânimo.

Quando há conflitos internos entre um líder e um ou mais membros, é essencial que o líder vá diretamente à pessoa para resolver a dificuldade. Honestidade e transparência são fundamentais! Viver a vida tentando esconder coisas somente irá piorar a situação.

Alguns líderes olham constantemente pelo espelho retrovisor. Talvez tenha acontecido algo durante a infância do líder. O supervisor deve ajudar o líder a lidar com o problema e então encorajá-lo a seguir em frente. Sei que seguir em frente não é sempre fácil, e não acontece “da noite para o dia”. O supervisor deve encorajar o líder a continuar, apesar das memórias do passado. O supervisor sabe que se o líder não resolver seus conflitos, irá se instalar um ciclo negativo de desencorajamento. Sem ajuda, o líder poderá abandonar sua função sem aparente motivo. Algumas vezes os líderes sequer conseguem encontrar uma razão para sua desistência, porque seu desânimo está no subconsciente, profundamente enterrado no passado.

Os supervisores desempenham um papel muito importante em ajudar líderes a seguir adiante. Como supervisor, seu papel é fundamental. O que você está fazendo para ajudar seu líder a prosseguir?

Advertisements