Imagem
Como no conhecido ditado “É preciso uma vila para criar um filho”, podemos dizer que “É preciso uma célula para criar um filho que siga a Jesus”. Células de gerações integradas podem contribuir para que crianças tenham um desenvolvimento mais saudável do que crianças que não têm outra influência no discipulado, exceto a de seus pais.
 
As crianças que vão com seus pais à célula aprendem que conectar-se e crescer com outros cristãos é uma importante prioridade. Esse aprendizado irá moldá-los em seus próprios compromissos na vida adulta.
À medida que a comunidade da célula se desenvolve, as crianças têm diversos “tios” e “tias” na fé. As crianças aprenderão do exemplo (e algumas vezes, do ensino) desses adultos, que se revezarão e reforçarão o que seus pais estão transmitindo em casa.
E, naturalmente, Jesus disse aos seus discípulos que se tornassem como crianças pequenas. Os adultos na célula se beneficiam do exemplo das crianças ao ouvirem uma criança orar, ou ao verem a confiante receptividade das crianças à Palavra.
É preciso um esforço e planejamento adicional para criar uma célula de gerações integradas significativa, mas talvez seja isso o que Deus esteja conduzindo você a fazer.
Advertisements