Ap 1.9,10

Eu sou João, irmão de vocês; e, unido com Jesus, tomo parte com vocês no Reino e também em aguentar o sofrimento com paciência. Eu estava na ilha de Patmos, para onde havia sido levado por ter anunciado a mensagem de Deus e a verdade que Jesus revelou. No dia do Senhor fui dominado pelo Espírito de Deus e ouvi atrás de mim uma voz forte como o som de uma trombeta, que me disse:
— Escreva num livro o que você vai ver e mande esse livro às igrejas que estão nestas sete cidades: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodiceia”.

João estava preso e passando, como ele próprio disse, por sofrimento.

Sofrimento: Ação ou efeito de sofrer; dor, padecimento. Amargura. Paciência, tolerância. Desastre.

João sabia o que estava passando com ele e o motivo em estar em uma ilha para receber a punição. Patmos era considerada um lugar de banimento ou de banir.
João era o discípulo mais chegado de Jesus, caminhava com Ele, fazia tudo com Ele, era amigo íntimo de Jesus!
Por ser o mais próximo de Jesus, João poderia ter a motivação no coração de não aceitar a ida dele para a ilha de Patmos, excluído de tudo e de todos, por ter caminhado muito perto de Jesus.

João, por ter uma mentalidade de discípulo e de saber que nada abalaria a sua fé e a sua intimidade com Deus não deixou que as circunstâncias de sua vida, seja sendo maltratado, torturado e banido, deixassem de ele ter uma intimidade com Deus.

Isso nos mostra que não importa onde você esteja e passando seja o que for, Deus quer sempre te revelar algo novo que nenhum homem já anotou, ouviu, provou ou viu!
As circunstâncias da vida não abalaram João de receber a maior revelação de todos os tempos.

Advertisements